segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ultimas notícias desinteressantes sobre a minha vida

* Eu cheguei no meu maior peso da vida: 82 Kg. E pra alguém que mede 1,54, eu tô uma bola. Tô comendo bem pouco durante a semana. No fim de semana eu dou uma escorregada, mas nada que seja tão relevante. Mas a balança nem se mexe.

* Entrei na natação. Por um valor razoável eu tenho natação de segunda e quarta, funcional de terça e quinta e musculação todo dia. Por enquanto eu tô só na natação pra dar uma acostumada. Eu tava tão sedentária que às vezes eu sinto que meu coração vai pular da boca a cada ida e volta na piscina.

* Amar alguém é algo que exige uma paciência sem limites. Porque além de lidar com a pessoa amada, você tem que lidar com a família folgada dela. E na maioria das vezes você tem vontade de mandar todo mundo tomar no cu com vontade.

* Ando cada vez mais distante de religião. Continuo indo à missa por obrigação, e é a única coisa que faço por obrigação por pura preguiça de ter que debater com gente ignorante. E não quero ter que debater com gente ignorante porque não quero deixar marido triste com isso. O que nos faz voltar ao tópico anterior.

* Eu não sei se é depressão ou preguiça, só sei que só tenho vontade de ficar deitada. Dormir. Vou empurrando tudo com a barriga e deixado lá até que seja inevitável lidar. Eu queria arrumar outro emprego. Mas tenho tanta coisa por fazer atrasada nesse que precisaria de pelo menos 1 ano pra colocar tudo em ordem e sair com alguma dignidade. Notem que a minha preguiça de viver atingiu o trabalho, e isso não é bom.

* Eu queria ir a um psiquiatra. Mas eu abri mão do meu plano da Unimed pelo plano bosta da CPFL quando casei e ele não tem psiquiatra aqui na minha cidade. E eu não vou ficar viajando toda vez que tiver uma consulta.

* Eu tinha planos de engravidar esse ano, mas a moça que trabalha comigo engravidou primeiro. Ela tem um casamento ruim, vivia reclamando que o marido não dava atenção, mas cobrava um filho e a via como vaca reprodutora. Tinha desistido de tentar no fim do ano passado. Então eu disse que ia começar. Agora ela apareceu grávida. Tem confiança total que agora o casamento melhora.  Espero mesmo que melhore. E o meu ficou pro ano que vem, e olhe lá.

* Eu queria ter dinheiro pra viajar. Mas viajar pra bem longe e ficar uns 15 dias em outra realidade.

* Queria mudar de cidade também. Mas isso só aconteceria se marido fosse transferido pela empresa, e se isso acontecesse, correria um sério risco de ele querer levar a sogra junto. E DEUZOLIVRE.

É isso aí. Minha vida tá bem desinteressante, queria resetar se pudesse. Ou pelo menos voltar lá atrás, lá pelos 17 anos e tomar algumas decisões diferentes. Mas agora á foi. Quem sabe na próxima reencarnação eu nasça menos trouxa?

Um comentário: